Notícias

» » Você Já Ouviu A Expressão “feito Nas Coxas”?

05/10/2018

Você já ouviu a expressão “feito nas coxas”?

A explicação mais utilizada para sua origem vem da época da escravatura no Brasil. Os escravos incapacitados de realizar trabalhos pesados eram incumbidos de produzir telhas, moldando a argila em suas coxas. Ora, como cada um tinha um tamanho e formato distinto de coxa, a produção era completamente heterogênea e a montagem do telhado ficava torta, parecendo que tinha sido mal feita, ou “feita nas coxas”!

Apesar de muitas olarias ainda produzirem materiais cerâmicos de forma artesanal, a tecnologia está cada vez mais presente neste segmento. Os processos produtivos de telhas e tijolos são muito semelhantes e compreendem, de forma simplificada, as etapas de extração, moldagem, secagem e queima.

A produção inicia com a extração da argila, popularmente conhecida como barro, de uma jazida. Esse material possui uma característica de granulagem muito fina, diretamente ligada à qualidade final do produto. O triturador e o misturador, juntamente com a adição de água, são responsáveis por deixar a massa de argila homogênea. Entretanto, a quantia de água precisa ser bem dosada, já que a falta dela dificulta a moldagem, e o excesso prejudica a secagem, podendo causar fissuras no material ao passar pelo forno. Com a massa de argila bem uniforme e equilibrada, passamos para a fase de extrusão em uma máquina conhecida como “maromba”. Ela compacta e tira o ar contido na massa de argila, deixando-a com a textura adequada para a moldagem.

Na sequência, as porções de massa ganham a forma dos produtos nos quais irão se transformar e passam para a fase de secagem. Essa talvez seja a parte mais crítica de todo processo, pois é nela que ocorre a eliminação da maior quantidade de água. A retirada de água da massa cerâmica é necessária para evitar defeitos nas peças, como trincas, quebras e deformações.

Basicamente são utilizados dois tipos de secagem: a natural e a artificial. Na secagem natural, a água evapora das peças naturalmente, de acordo com as condições climáticas. Já na secagem artificial, são utilizados meios para controlar a temperatura umidade do ar, resultando um processo mais rápido e, normalmente, com menos problemas de qualidade nos produtos, já que ocorre de forma mais uniforme. O reaproveitamento do calor dos fornos de cozimento, comumente é utilizado como fonte de calor. A temperatura é mantida ao redor dos 100 °C e a umidade precisa ser monitorada para não causar problemas de qualidade nas peças. Se a umidade relativa do ar está alta, será mais difícil para a água contida nas peças passar para a atmosfera em forma de vapor d’água, pois o ar já estará mais carregado. Por outro lado, se a umidade estiver muito baixa, ocasionará a secagem e o encolhimento da superfície da peça. Neste caso, a superfície seca mais rapidamente e dificulta a eliminação da água contida no interior do produto, causando deformações e trincas.

Quando as peças estão secas, passam para o processo de cozimento, ou queima. Elas são empilhadas dentro do forno, com espaços que permitem a passagem do calor. Os fornos atingem por volta dos 1000 °C e são alimentados por cavacos - pequenos pedaços de madeira que sobram de outros processos. As altas temperaturas provocam transformações físicas e químicas que variam de acordo com a temperatura e o tempo de exposição do material. Durante a queima, a água remanescente é eliminada e há a transformação do material que compõe a argila, formando novas estruturas complexas que definem a dureza, resistência e durabilidade das peças cerâmicas. Após o resfriamento e o tempo de descanso, as peças já estão prontas para a comercialização.

A medição precisa, o controle e a atuação sobre as variáveis envolvidas em cada etapa do processo produtivo, serão cruciais para diferenciar um bom produto cerâmico de um de baixa qualidade, ou feito nas coxas.

Mais notícias

NOVUS participa pela 20ª vez da Hannover Messe

20/02/2019

O evento acontecerá entre os dias 01 e 05 de abril em Hannover, na Alemanha. A NOVUS estará expondo no pavilhão 11, stand D28, e a visitação pode ser feita ser feita das 9h às 18h do horário local.

NOVUS lança transmissor de temperatura com protocolo HART

12/02/2019

O TxIsoRail-HRT traz a robustez dos dispositivos NOVUS com a certificação do protocolo HART®, um padrão da indústria para comunicação de instrumentos de campo inteligentes. Permite total configuração através dos dois fios de loop de corrente 4-20mA, o que significa mais recursos para configuração e monitoramento do dispositivo.

NOVUS anuncia seu novo Diretor de Mercado Europeu

08/02/2019

Após mais de 10 anos a frente da equipe comercial do Brasil, Valério Galeazzi se torna Diretor de Mercado Europeu.

"O setor de energia também está passando por uma transformação digital", diz gerente de mercado da NOVUS

07/02/2019

Participando da DistribuTECH, evento voltado à inovação na área de energia, Fábio Pfeiffer afirma que a utilização de novas tecnologias já é uma realidade, mas ainda há espaço para se fazer muito mais neste segmento ainda conservador.

Modelos Cliente-Servidor do Modbus TCP e Publish-Subscribe do MQTT: quando utilizar cada um deles e quais suas vantagens e desvantagens?

25/01/2019

O protocolo Modbus TCP tem sido utilizado há anos em aplicações de automação, porém, com o advento de conceitos como Indústria 4.0, IoT e dispositivos wireless, surgem novas necessidades que dificultam bastante a utilização do Modbus TCP e seu modelo Cliente-Servidor. Para ajudar a resolver a comunicação de dados em aplicações em que o modelo Cliente-Servidor não resolve, este artigo apresenta o modelo Publish-Subscribe utilizado no MQTT, protocolo amplamente utilizado em soluções de IoT.

Aviso de Privacidade Global NOVUS

A NOVUS tem o compromisso de proteger a privacidade e a segurança de suas informações pessoais. As informações que você compartilha com a NOVUS nos permite proporcionar uma melhor experiência quando você usa nossos produtos e serviços. Garantimos a total privacidade aos seus dados, usados exclusivamente para comunicações entre a NOVUS e você.

Neste comunicado afirmamos:

  1. A NOVUS não vende ou negocia informações de clientes;
  2. Seus dados ficam armazenados em ambiente seguro e controlado;
  3. Usamos seus dados apenas para comunicações de seu interesse;
  4. A qualquer momento você pode optar por sair da lista de comunicados;

Por favor, consulte nossa Política de Privacidade completa.

Após ler nossa Política de Privacidade, escolha a opção abaixo: